Português Italian English Spanish

Eleições 2020: Em Encontro Municipal, PT decide por coligação em Campina Grande

Eleições 2020: Em Encontro Municipal, PT decide por coligação em Campina Grande

Data de Publicação: 5 de julho de 2020 18:49:00

Por Léo Mendes
do CANAL 2N
18:49

No Encontro Municipal, principal instância decisória em nível local, realizado neste domingo (5), com cobertura ao vivo do CANAL 2N, o Partido dos Trabalhadores (PT) decidiu não lançar candidatura própria à PMCG, optando pela formação da chamada “frente de centro-esquerda”, provavelmente em torno do deputado Inácio Falcão (PCdoB).

Como é comum no partido, os debates e discussões, realizados através de rede social, foram abertos às instâncias partidárias e contaram com presença de todos/as os/as membros do Diretório Municipal, a partir de duas teses: “candidatura própria” ou “coligação”.

A defesa de cada proposta a cargo de quatro filiados/as de cada grupo que compõem o Diretório Municipal do partido revezando-se no embate em torno das respectivas posições, sob liderança do atual presidente da legenda, Hermano Nepomuceno, que defendia a “coligação”, e de seu ex-presidente, Márcio Caniello, pela “candidatura própria”.

Ao final dos debates, a tese da “coligação” venceu com 23 votos contra 12 em favor da “candidatura própria” e uma abstenção.

O Canal 2N conversou com Márcio Caniello que reconheceu o resultado e destacou o “alto nível do debate, mesmo lamentando a impossibilidade de que a discursão fosse mais ampliada, incluindo todos/as filiados/as do partido na cidade”. Segundo ele, “a candidatura própria é (era) um desejo da maioria dos/das militantes; e mesmo dos filiados”.

O Canal 2N também conversou com Valter Campelo, um defensor da formação da “frente de centro-esquerda” e formulador da tese em favor da coligação com partidos de oposição ao grupo do prefeito Romero Rodrigues (PSD). Campelo também destacou o “tom respeitoso das discussões e a capacidade do partido de conviver com as diferenças”, ressaltando que “na atual conjuntura nacional e local, o PT demonstrou maturidade para abrir mão de sua candidatura própria em favor de um projeto que, neste momento, se apresenta com maiores possibilidades.”

O encontro foi finalizado pelo presidente municipal e defensor da tese da coligação, Hermano Nepomuceno, lembrando que a “decisão, agora, deverá ser referendada pela Executiva Nacional do partido, como determina seu regimento e suas resoluções eleitorais. Nepomuceno também instou “toda a militância a centrar fogo para a formação de uma chapa competitiva para a Câmara de Vereadores”.

  1 Comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Envie seu comentário preenchendo os campos abaixo

Nome
E-mail
Localização
Comentário

“Se correr o bicho pega, se ficar o bicho come”.Sem mais.