Português Italian English Spanish

Necropolítica: quem paga e quem lucra com a pandemia

Necropolítica: quem paga e quem lucra com a pandemia

Data de Publicação: 27 de julho de 2020 12:36:00

Por Léo Mendes
do CANAL 2N
12:36

Nesta segunda (27), a Oxfam divulgou estudo sobre dados extraídos da lista dos mais ricos da revista Forbes divulgando que o patrimônio dos 42 bilionários brasileiros cresceu durante a pandemia do novo coronavírus, saltando cerca de US$ 34 bilhões: de U$ 123,1 bilhões para US$ 157,1 bilhões entre os dias 18 de março e 12 de julho.

A diretora executiva da organização no Brasil, Katia Maia, em comentário sobre o relatório, destacou: “A Covid-19 não é igual para todos. Enquanto a maioria da população se arrisca a ser contaminada para não perder emprego ou para comprar o alimento da sua família no dia seguinte, os bilionários não têm com o que se preocupar”.

América Latina

O relatório também aponta que, desde o início das medidas de distanciamento social e combate à pandemia da Covid-19, oito novos bilionários surgiram na região, com média de um para cada duas semanas.

Na América Latina e no Caribe, foram 73 bilionários que expandiram as suas fortunas em US$ 48,2 bilhões, ou seja, aproximadamente R$ 251,3 bilhões, entre março e junho de 2020. Segundo o relatório, o valor equivale a 38% dos recursos orçamentados em políticas de estímulo econômico adotadas por todos os países da região.

Quem paga a conta

Segundo a Oxfam, na América Latina e Caribe, estima-se que, em 2020, cerca de 40 milhões de pessoas perderão seus empregos e 52 milhões entrarão na faixa de pobreza.

No Brasil, a taxa de desocupação aumentou em 1,2% entre março e maio de 2020 em relação ao conjunto trimestral de meses anteriores, ou seja, de dezembro de 2019 a fevereiro deste ano.

Isso significa que o desemprego atingiu o índice de 12,9% da população economicamente ativa, de acordo com a Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (PNAD) Contínua, do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), divulgada no dia 30 de junho.

(Com informações do Brasil 247 e do Brasil de Fato)

  Seja o primeiro a comentar!

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Envie seu comentário preenchendo os campos abaixo

Nome
E-mail
Localização
Comentário