Português Italian English Spanish

João Pessoa, PT um passo à frente

João Pessoa, PT um passo à frente

Data de Publicação: 11 de agosto de 2020 14:47:00
Por Léo Mendes
Do CANAL 2N

A campanha eleitoral em João Pessoa está em pleno vigor! E com direito a todos os tipos de práticas, vícios e mazelas de nossa cultura política, inclusive os mais danosos e questionáveis. Um exemplo é a propagação de notícias falsas, as famosas e famigeradas “fake news”, que já estão sendo espalhadas na cidade.

Outro exemplo tem sido o desrespeito às determinações das secretarias Municipal e Estadual de Saúde, bem como da OMS, acerca de se evitar aglomerações e contatos diretos entre pessoas; pois, ainda assim, pré-candidatos/as têm andado por bairros e ruas, de casa em casa apertando mãos de moradores, na busca por votos e apoios, sob o risco de propagação da pandemia.

Esses foram alguns dos pontos destacados pelo deputado estadual e pré-candidato do Partido dos Trabalhadores (PT) à prefeitura de João Pessoa, Anísio Maia, durante a entrevista para a TV 2N (canal2n.com.br – TV 2n / no YouTube), na noite desta segunda-feira (10).

Na conversa, Maia abordou diversos temas sobre a pré-campanha e a preparação do programa de governo, bem como as políticas de aliança e as possibilidades da formação de uma frente de esquerda, a partir da composição com o PCdoB na capital paraibana, a exemplo do que vem ocorrendo em Campina Grande.

Sobre os temas, o pré-candidato apontou como uma de suas propostas econômicas, para o período pós-pandemia num eventual governo petista, a necessidade de integração do setor de turismo com a chamada “economia da cultura”, especialmente para a geração de emprego e renda, afirmando que priorizará a criação “de um Centro de Tradições Nordestinas, mesmo que o nome oficial não seja este, através do qual seriam promovidos eventos culturais em todos os campos da cultura e das artes no decorrer do ano, buscando consolidar João Pessoa como centro permanente de turismo nacional e internacional”.

Também foi relevante o destaque dado pelo pré-candidato à necessidade da continuação e aprofundamento de políticas públicas de saúde “não apenas para enfrentamento do período pós-pandêmico, mas também para o fato de que, mesmo depois de a doença ter sido relativamente controlada, sequelas na saúde dos cidadãos permanecem, por isso será preciso preparar o setor de saúde pública municipal para esse enfrentamento”.

A entrevista culminou com o pré-candidato ressaltando que deverá adotar uma “nova forma de administração com uma estruturação de práticas administrativas diminuindo a burocracia do papel”, como ele denominou, “ampliando a participação e o acesso do cidadão, através dos sistemas informatizados e retomando o orçamento participativo e democrático, com políticas setoriais em cada secretaria da administração municipal”, finalizou.

Numa avaliação geral, Anísio Maia respondeu a todos os questionamentos de modo incisivo e direto se mostrando preparado para a disputa e à altura da defesa dos ideiais e daquilo que militantes e filiados ao PT costumam chamar de “legado petista”, reconhecendo as parcerias e a contribuição dos demais partidos de esquerda e dos movimentos sociais, em especial no governos Lula e Dilma.

Veja a entrevista completa abaixo:

 

  Seja o primeiro a comentar!

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Envie seu comentário preenchendo os campos abaixo

Nome
E-mail
Localização
Comentário