Português Italian English Spanish

Efeito Bozo-Guedes: Taxa de desemprego bate novo recorde no Brasil

Efeito Bozo-Guedes: Taxa de desemprego bate novo recorde no Brasil

Data de Publicação: 27 de novembro de 2020 11:45:00
Por Redação
Do CANAL 2N

Reportagem do jornal O Globo aponta que taxa de desemprego no Brasil subiu para 14,6% no trimestre encerrado em setembro e atingiu um novo recorde, de acordo com dados da PNAD Contínua do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), divulgados na manhã desta sexta-feira (27). Essa é a maior taxa registrada na série histórica do instituto.

No momento, são 14,1 milhões de pessoas em busca de trabalho. Mais 1,3 milhão de desempregados entraram na fila do emprego em apenas três meses. Em agosto, a taxa de desemprego já havia batido recorde, 14,4%, acrescenta a reportagem. 

A analista da pesquisa do IBGE, Adriana Beringuy, afirmou que o aumento na taxa de desemprego já reflete a flexibilização das medidas de isolamento social para controle da pandemia da Covid-19.

“Houve maior pressão sobre o mercado de trabalho no terceiro trimestre. Em abril e maio, as medidas de distanciamento social ainda influenciavam a decisão das pessoas de não procurarem trabalho. Com o relaxamento dessas medidas, começamos a perceber um maior contingente de pessoas em busca de uma ocupação”, explica.

População ocupada cai para nova mínima histórica

A população ocupada no Brasil encolheu 1,1% em 3 meses, para 82,5 milhões, atingindo o patamar mais baixo da série histórica, segundo o IBGE. Em 12 meses, o país perdeu 11,3 milhões de postos de trabalho, considerando todas as formas de atuação no mercado de trabalho.

Na comparação com o trimestre anterior, a taxa de desemprego subiu em dez estados e ficou estável nos demais. As maiores taxas foram na Bahia (20,7%), em Sergipe (20,3%) e em Alagoas (20,0%). Já a menor foi registrada em Santa Catarina (6,6%).

(Com informações do Brasil 247 e do DCM)

  Seja o primeiro a comentar!

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Envie seu comentário preenchendo os campos abaixo

Nome
E-mail
Localização
Comentário