Português Italian English Spanish

Incompetente, ministro Pazuello defende transferência de infectados para outros estados

Incompetente, ministro Pazuello defende transferência de infectados para outros estados

Data de Publicação: 30 de janeiro de 2021 11:32:00
Por Redação
Do CANAL 2N

A crise sanitária de Manaus continua em fase extremamente grave. O ministro da Saúde, o general Eduardo Pazuello, alertou nesta sexta-feira (29) que sem medidas radicais é impossível estabilizar a situação e que, “(...) sem a transferência [para outros Estados] de [pelo menos] 1.500 pacientes (...), continuarão morrendo de 80 a 100 pessoas por dia (...)”. O general-ministro também destacou que a rede sanitária do Estado sempre foi frágil, faltam equipamentos, UTI’s, médicos e outros profissionais.

Segundo o ministro, a “região muito remota, vasta e com população muito dispersa”, a crise está se espalhando pela por outros estados da região: “Rondônia, por exemplo, já sofre com falta de leitos e médicos; e o governador do Pará, Helder Barbalho, confirmou, nesta também sexta-feira (29), que foram identificados dois pacientes infectados com a nova cepa do coronavírus no Estado, conforme reportagem do El País Brasil.

“A crise de Manaus e, em geral, do Amazonas é o exemplo mais claro de uma gestão da pandemia marcada pela incompetência, segundo os mais benevolentes, e pela temeridade e diretamente a má fé, de acordo com os mais críticos do presidente Jair Bolsonaro, que [sempre desprezou o combate à pandemia], como se não fosse o chefe de Estado de um país que contabiliza mais de mil mortos diários (...)”, destaca o periódico.

(Com informações do El País Brasil)

  Seja o primeiro a comentar!

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Envie seu comentário preenchendo os campos abaixo

Nome
E-mail
Localização
Comentário