Português Italian English Spanish

Os carrascos da Previdência

Os carrascos da Previdência

Data de Publicação: 24 de outubro de 2019
Por Sinvaldo Braga
Canal 2N
15:16

Ontem foi aprovada em segundo turno a Reforma da Previdência no Senado Federal. Dos três senadores do Pará, apenas Paulo Rocha (PT) votou contra. Jader Barbalho e Zequinha Marinho assinaram seus nomes no rol da lista de parlamentares que votam de costas para o povo pobre.

Ivan Valente, deputado federal do PSOL, disse o seguinte sobre o resultado da votação: “a reforma da previdência foi aprovada no Senado. Com 60 votos a favor e 19 contra, o direito a uma aposentadoria digna foi retirado. Nosso povo já não aguenta mais pagar a conta da crise. Dia triste para toda a classe trabalhadora do nosso país. Que Chile e Equador nos inspire”.

Estamos sendo enganados descaradamente nos últimos anos. Primeiro foi a mentira de que todos os problemas do país se resumiam à Dilma Roussef, portanto a solução seria simples: impeachment.

Nizan Guanaes, empresário publicitário e colunista da Folha de São Paulo, chegou a dizer que era só a Dilma cair que no dia seguinte a economia começaria a reagir. Teve muita gente que acreditou. O resultado foi o aprofundamento da crise econômica e fiscal.

Depois veio a mentira da Reforma Trabalhista. A estória contada era que, se as leis trabalhistas fossem flexibilizadas, os empresários começariam a contratar no dia seguinte, pois não temeriam as “insuportáveis” indenizações pagas aos trabalhadores. O resultado foi a precarização do trabalho formal e o aumento do desemprego.

A última mentira foi sobre a Reforma da Previdência. Segundo Paulo Guedes e Bolsonaro, assim que o Congresso Nacional aprovasse a Reforma, jorraria leite e mel no Brasil para todos. A Reforma foi aprovada e o único resultado concreto a curto prazo será o agravamento da já precária situação social do povo pobre.

Mas as mentiras não acabaram, já temos outra no forno. A mais nova mentira é que o Brasil só conseguirá retomar o crescimento depois da Reforma Tributária.

De mentira em mentira seguimos para um neoliberalismo “hardcore” que inevitavelmente nos fará o Chile de amanhã.

Diante de toda essa desgraça que se avizinha, gostaria de homenagear os senadores Jader Barbalho e Zequinha Marinho com o vídeo do discurso do economista e ex banqueiro Eduardo Moreira.

O vídeo merece ser visto e revisto mais de uma vez. A competência de Eduardo Moreira em apresentar os dados do impacto social da Reforma é magistral. As informações são de vital importância para que possamos entender o que nós e nossos filhos perdemos no dia de ontem.

Reserve 20 minutos do seu dia para assistir com bastante atenção o alerta de Eduardo Moreira. Vale muito a pena!

Uma última observação: o discurso de Eduardo Moreira foi feito da tribuna do Senado durante o debate sobre a Reforma. Significa dizer que mesmo depois de serem informados da desgraça que a Reforma traria para a população mais carente do Pará, Jader e Zequinha não se sensibilizaram e votaram pela aprovação.

Jader e Zequinha não são apenas políticos medíocres, são cruéis.

  Seja o primeiro a comentar!

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Envie seu comentário preenchendo os campos abaixo

Nome
E-mail
Localização
Comentário