Português Italian English Spanish

Fernando Brito: "ou Bolsonaro cai ou parte para um regime autoritário"

Fernando Brito: "ou Bolsonaro cai ou parte para um regime autoritário"

Data de Publicação: 30 de outubro de 2019
Por Fernando Brito
Do Tijolaço
10:03

Fernando Brito faz uma rápida e certeira análise do ataque de nervos protagonizado por Bolsonaro na noite de ontem. Como diriam os amantes de boxe, Bolsonaro acusou o golpe.

Na madrugada de Riade (Arábia Saudita), por volta das 4h da manhã, Bolsonaro resolveu fazer uma live em seu Facebook para comentar a reportagem do Jonal Nacional da Rede Globo que o coloca diretamente (ou indiretamtente) como um dos envolvidos no assassinato de Marielle Franco (PSOL) e  de seu motorista, Anderson Gomes. O resultado não poderia ser pior (ou melhor, dependendo do ponto de vista): claramente descontrolado e babando de raiva, fez uma explícita declaração de guerra ao grupo Globo e ao governador do Rio de Janeiro, Wilson Witzel (PSC). Nessa briga entre Bolsonaro, Globo e Wilson Witzel, o Canal 2N está torcendo pela briga.

Leiam a boa análise de Fernando Brito sobre o episódio:

Não tem volta.

Ou Jair Bolsonaro cai ou parte para um regime autoritário que lhe permita interferir no sistema de comunicação e cassar a Rede Globo.

O que ele disse hoje em seu Facebook não é pouca coisa.

É de patifes e canalhas para cima.

Diz que a renovação da concessão da Globo depende de ele “estar morto”.

Ataca, apoplético, a emissora e Wilson Witzel, governador do Rio , por ter providenciado o vazamento das investigações.

Diz que seria o “orgasmo da Globo” ver um de seus filhos preso.

Chama a emissora de “porca, nojenta, porca e imoral”.

Prestou, claro, um serviço ao Brasil, como, pelo lado inverso, a Globo prestou.

A direita brasileira entrou em autofagia. Pode sobreviver sem o Governo, mas não pode sobreviver sem a Globo.

E a Globo é a dona de seu Ministro da Justiça, Sérgio Moro.

É preciso pensar para ver o que virá disso, embora duas coisas se saiba que virão.

A primeira, é que boa coisa não será. A segunda, é que algo de bom sobrará deste improvável confronto.

Tão importante quanto que os de baixo não possam suportar é que os de cima não possam suportar-se.

A crise política explodiu e nada a vai deter.

Assista:

  Seja o primeiro a comentar!

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Envie seu comentário preenchendo os campos abaixo

Nome
E-mail
Localização
Comentário